The Digital Citizen: A Utopian Atlas of Imagined Users

Captura de ecrã 2020-03-10, às 23.50.51

SUMÁRIO

“Technical innovations shape only a small part of computer and network culture. It doesn’t matter much who invented the microprocessor, the mouse, TCP/IP or the World Wide Web; nor does it matter what ideas were behind these inventions. What matters is who uses them. Only when users start to express themselves with these technical innovations do they truly become relevant to culture at large.”

Apesar da evolução do paradigma do utilizador e da adaptação do mesmo às novas tecnologias, ainda se sente uma ausência de um fluxo de informação detalhado que contextualize os diversos utilizadores imaginados e os direitos dos mesmos. Este projeto pretende evidenciar o papel crucial do utilizador, como criador e produtor da cultura digital, como também consciencializar o público para a influência do mesmo na evolução da world wide web.

 

DIREÇÃO DE INVESTIGAÇÃO

PROPÓSITO PRINCIPAL: Consciencializar o leitor para a importância do papel do utilizador na imprensa/cultura digital;

OBJETIVOS SECUNDÁRIOS:

  1. Construção de um atlas que caracterize diferentes “perfis” do utilizador imaginado (componente digital – objeto web);
  2. Execução de uma série de fascículos/posters que elucidem a dualidades resultantes da evolução do paradigma do utilizador e dos direitos do mesmo (componente editorial – complemento print);

 

METODOLOGIA

1. Partir de uma pesquisa e análise extensiva sobre os diversos tipos de utilizadores (tabela de Olia Lialina e Dragan Espenchield) e à consequente seleção dos “perfis” com um maior fluxo de informação;

2. Seleção de conteúdos (websites, artigos, textos, projetos, vídeos) que caracterizem a identidade dos utilizadores imaginados escolhidos;

3. Explorar as diferentes dualidades (me to my; hacking vs default) resultantes da evolução do paradigma do utilizador e os direitos dos mesmos;

 

ANTEVISÃO DOS RESULTADOS

Através dos dois componentes, digital e editorial, antevê-se uma consciencialização do leitor/utilizador à cerca da evolução do paradigma do utilizador e da sua influência como criador/construtor da web, como também um apelo à introspecção do utilizador como criador/editor/ditador do futuro da cultura digital.

 

IDENTIFICAÇÃO E ÂMBITO

IDENTIFICAÇÃO: Mariana Cordeiro

ÂMBITO:  A Imprensa/Cultura Digital, o paradigma do utilizador e a construção da web;