Disinformation distribution

Capa

“A lie can travel halfway around the world while the truth is putting on its shoes.”
Mark Twain

Na última década, termos como fake news e pós-verdade ganharam projeção. Meios convencionais de comunicação como jornais tradicionais, institutos de pesquisa e universidades perderam importância diante de notícias com versões extraoficiais, teorias da conspiração e boatos. As notícias falsas marcaram diversos acontecimentos políticos e sociais nos últimos anos: a vitória do Brexit, com a saída do Reino Unido da União Europeia e as eleições de Donald Trump e Jair Bolsonaro, são exemplos marcantes deste processo de desinformação.

Na conjuntura em que vivemos, onde se percebem sintomas de declínio da democracia em diversas partes do mundo, figuras políticas com características semelhantes (geralmente com traços populistas e de direita) beneficiam-se do esgotamento deste sistema de governo. Onde deveria haver debate político, impera um vazio, e assim prosperam as fake news.

As redes sociais, como o Facebook e o Whatsapp, estão entre as principais plataformas para espalhar notícias falsas. Nestes meios, imagens e memes baseados em imagens possuem grande aderência e circulam com resultados expressivos. As suas fases de produção e disseminação, no entanto, não são claras. A falta de conhecimento destes processos faz com que a manipulação da sociedade seja feita de forma mais efetiva, uma vez que a ignorância em relação ao assunto permite que as pessoas sejam alvos fáceis dentro do contexto da distribuição de desinformação.

Direcção de investigação
Esta investigação pretende explorar as fases de construção e disseminação de fake news e analisar como o design motiva a disseminação de conteúdo falso, por meio da produção de conteúdo viral. O estudo buscará estudar o papel das imagens, em especial os memes, como motor para moldar a opinião pública no atual contexto político e cultural.

Metodologia e Resultados
O objetivo desta investigação é analisar que tipos de apropriação existem, em termos de linguagem, para produzir desinformação, de forma a:
– Explorar as suas formas de construção
– Analisar os tipos de imagens usadas no processo

Como resultado, será desenvolvido um artefacto que permitirá:
– Perceber de forma interativa e participativa as fases de produção das fake news
– Evidenciar a relação efêmera entre a notícia e a verdade

Palavras-chave
Desinformação, Fake news,  Pós-verdade, Produção, Disseminação, Controle

Ver poster